Acompanhe também as nossas redes sociais

Saúde

Secretário Estadual de Saúde virá a Iporá e São Luís de Montes Belos para reuniões sobre a dengue

Publicado

em

Nesta quinta-feira, 27, o Secretário de Estado da Saúde, Halim Antonio Girade, visita as cidades de Iporá e São Luís de Montes Belos, acompanhado da Superintendente de Vigilância em Saúde, Tânia Vaz. Os dois vão se reunir com secretários de Saúde, técnicos e gestores, para tratar das estratégias de combate à dengue em 2014.

Iporá, distante 230 quilômetros de Goiânia, é a primeira cidade a ser visitada. A chegada do Secretário e da Superintendente está prevista para as 9 horas, no auditório do Instituto Federal de Goiás (IFG), localizado na Av. Oeste s/nº, Bairro Santa Catarina, na saída para Piranhas. Eles devem ser recebidos pela Secretário de Saúde do município, Daniela Sallum.

Na pauta, reunião com os prefeitos, secretários, parlamentares, gestores e técnicos das cidades de Iporá, Baliza, Bom Jardim de Goiás, Piranhas, Aragarças, Amorinópolis, Arenópolis, Diorama, Fazenda Nova, Israelândia, Ivolândia, Jaupaci, Moiporá, Montes Claros de Goiás, Novo Brasil e Palestina de Goiás.

O período da tarde será dedicado às oficinas temáticas, coordenadas pela SES-GO, em parceria com a Faculdade de Iporá (FAI). São aguardados coordenadores de: Vigilância em Saúde, Vigilância Epidemiológica e Atenção Básica, gerentes de Endemias, educadores em Saúde e médicos dos hospitais municipais e da rede privada.

A Gerente da Regional Oeste I, Célia Barros, está confiante de que o encontro dará novo ânimo às equipes que trabalham na prevenção e controle da dengue.

São Luís de Montes Belos
A tarde, a partir das 14 horas, a cidade de São Luís de Montes Belos, distante 128 quilômetros da capital, recebe a visita do Secretário Halim e da Superintendente Tânia Vaz. A reunião terá perfil idêntico a de Iporá e será realizada no auditório da Câmara Municipal, na Rua Rio do Prata nº 662, Centro. As oficinas temáticas serão realizadas no período da manhã, na Faculdade de Montes Belos (FMB), na Av. Hermógenes Coelho, nº 340, Setor Universitário.

Segundo a Superintendente Administrativa da Regional Oeste II, Aparecida Moreira, as cidades que mais preocupam são Turvânia, São Luís de Montes Belos, Palmeiras e Paraúna. “Nossas equipes já estão se dedicando mais a essas cidades, para diminuir o número de casos (de dengue)”, adianta. Também fazem parte da Regional as cidades de Palminópolis, São João da Paraúna, Adelândia, Aurilância, Buriti de Goiás, Cachoeira de Goiás, Córrego do Ouro, Firminópolis e Sanclerlândia.

Para o secretário Halim Girade, o principal objetivo das reuniões é sensibilizar as autoridades locais, para que atuem com rigor no combate ao vetor da dengue. Isso significa mobilizar a população, oferecer condições de trabalho aos agentes de saúde e assistência aos doentes, além de acompanhar o desenvolvimento da doença.

“É possível diminuir o número de óbitos, mas é preciso que a população entenda que o problema começa em casa. É indispensável olhar, diariamente, a caixa d´água, cuidar do lixo e do quintal, para ver se não há água parada”, orienta o Secretário. Halim ressalta que a chegada do período chuvoso torna a situação ainda delicada, requerendo atenção e dedicação redobradas dos gestores e da população.

As reuniões da CIR (Comissão Intergestores Regional) são periódicas e estabelecem espaços para discussão entre gestores de Saúde para ajustar políticas e ações efetivas, em prol da saúde do cidadão, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Continue lendo

Em Goiás

Sugira uma pauta

É expressamente proibido a utilização do conteúdo aqui publicado em mídias on-line ou impressas. Diário do Interior | Todos os direitos reservados.