Acompanhe também as nossas redes sociais

Saúde

Iporá registra primeira morte causada pela dengue em 2014

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quarta-feira (29) mais um boletim parcial sobre a situação da dengue em Goiás. Segundo o relatório, a cidade de Iporá permanece na 3° colocação entre os municípios com os maiores números de casos registrados da doença com 277 casos, apenas 33 a menos que Aparecida de Goiânia a segunda colocada do ranking.

O boletim desta quarta-feira traz também a confirmação da primeira morte por dengue registrada em Iporá em 2014. O caso é de uma moradora de 83 anos do setor Umuarama.

De acordo com a Secretária de Saúde de Iporá, Daniela Sallum, além das ações em áreas específicas, ao longo de todo o ano a SMS desenvolve ações de rotina em toda a cidade, visando reduzir os riscos de disseminação da dengue, porém, a maioria dos focos do mosquito ainda são encontrados dentro de casas e quintais, e pede para que todos os moradores eliminem recipientes que possam acumular água e colaborem com os programas, orientações e funcionários do município que atuam no combate aos focos da doença.

Além de Iporá, foram registrados outros dois casos de mortes provocados pela dengue em Goiás, uma em Aparecida de Goiânia e outra em Bela Vista de Goiás. O relatório aponta ainda que Iporá permanece na zona de Alto Risco de contaminação.

Combatendo a doença

A dica é manter recipientes, como caixas d’água, barris, tambores tanques e cisternas devidamente fechados. E não deixar água parada em vidros, potes, pratos e vasos de plantas, garrafas, latas, pneus, panelas, calhas de telhados, além de outros locais em que a água da chuva é coletada ou armazenada.

Continue lendo

Em Goiás

Sugira uma pauta

É expressamente proibido a utilização do conteúdo aqui publicado em mídias on-line ou impressas. Diário do Interior | Todos os direitos reservados.