Acompanhe também as nossas redes sociais

Educação

IF Goiano de Iporá é destaque na Olimpíada Brasileira de Agropecuária

Publicado

em

Da esquerda para a direita: Thaysa Ribeiro Carrijo, Sayonara Lanna Alves, José Victor Siqueira da Silva, professor Eduardo Rodrigues de Carvalho, Thaís Freitas Santos, Henrique Roberto Bueno Costa e Huerik Moreira de Souza

Estudantes do ensino médio integrado ao técnico em Agropecuária do Instituto Federal Goiano (IF Goiano) – Câmpus Iporá se destacaram na edição 2013 da Olimpíada Brasileira de Agropecuária (OBAP). As duas equipes do câmpus que participaram da competição foram premiadas no último dia 13 de outubro, em Machado, no sul de Minas Gerais.

A equipe “Os Federais de Iporá”, formada por José Victor Siqueira da Silva, Sayonara Lanna Alves de Jesus e Thaysa Ribeiro Carrijo alcançou a terceira colocação, conquistando a medalha de ouro. Já a equipe “Câmpus Iporá”, composta por Henrique Roberto Bueno Costa, Huerik Moreira de Souza e Thaís Freitas Santos, ficou na 11ª colocação, obtendo a medalha de bronze. Ambas as equipes foram orientadas pelo professor Eduardo Rodrigues de Carvalho.

O estudante José Victor Siqueira da Silva recebeu ainda a medalha de ouro na categoria “Aluno Destaque” por ter alcançado a maior pontuação individual da competição.

Segundo o professor Eduardo, “além da premiação que, claro, é muito importante, as trocas culturais, as experiências e os conhecimentos que esses alunos adquiriram são muito valiosos”. O professor considera ainda que o controle emocional e a administração de tempo que a competição exige tornam os alunos mais preparados para outras provas, como o vestibular, por exemplo.

A OBAP aconteceu em duas etapas, sendo uma virtual e outra presencial. Na primeira etapa, as equipes responderam questões de múltipla escolha de duas provas virtuais, realizadas pela internet. As equipes contaram com a ajuda de professores, técnicos administrativos e ex-alunos, aos quais o professor Eduardo agradece a participação.

Em seguida, os times mais bem classificados enviaram estudos de caso para serem avaliados. Por fim, os alunos viajaram até Machado, onde fizeram uma prova individual, além de assistirem a palestras e eventos culturais.

Apesar das provas da competição terem começado em agosto, os alunos começaram a estudar para a OBAP ainda no início do ano, por iniciativa do professor Eduardo. “Ele nos convidou para participar e já marcou os estudos, que eram feitos semanalmente e, depois da fase online, duas vezes por semana”, contou Thaysa, cuja equipe ganhou medalha de ouro.

Estudo de caso

Depois de aprovados na etapa online, as duas equipes de Iporá enviaram estudos de casos sobre o tema “Como aumentar o consumo de frutas no contexto regional e nacional visando à promoção da saúde?”. Conforme o regulamento da OBAP 2013, o tema deveria ser trabalhado a partir de quatro frutas, sendo duas nativas e duas exóticas.

A equipe “Os Federais de Iporá” estudou a utilização de araticum e cagaita, nativas do cerrado, e de acerola e maracujá para produção de geleia. A equipe “Câmpus Iporá”, por sua vez, trabalhou com buriti e mangaba, frutas nativas, caju e uva, frutas exóticas, para produção de iogurte. Além de estudar como deve ser a produção desses dois produtos, geleia e iogurte, os alunos avaliaram suas propriedades nutritivas e as quantidades recomendadas para consumo na merenda escolar dos alunos do município de Iporá.

“Tínhamos pouco conhecimento sobre as frutas, então tivemos que ler vários estudos e contamos com a ajuda de colegas e do professor Weskley da Silva Cotrim para desenvolver nosso trabalho”, conta Sayonara, da equipe “Os Federais de Iporá”. “Também pesquisamos os costumes da região com relação a essas frutas e avaliamos o quanto os produtores rurais poderiam ganhar com essa produção”, completa.

OBAP

A Olimpíada Brasileira de Agropecuária é uma competição científica nacional destinada aos alunos do curso técnico em Agropecuária e demais cursos do eixo tecnológico Recursos Naturais de todo o Brasil. A OBAP é organizada pelo Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS) e, neste ano, contou com a parceria da Embrapa. Em sua terceira edição, a competição teve 519 equipes inscritas, de 85 instituições de ensino, das quais 65 foram classificadas para a fase final, que aconteceu em Machado (MG).

Continue lendo

Em Goiás

Sugira uma pauta

É expressamente proibido a utilização do conteúdo aqui publicado em mídias on-line ou impressas. Diário do Interior | Todos os direitos reservados.